Balé Teatro Guaíra se apresenta em Apucarana e Arapongas recebem neste fim de semana
Balé Teatro Guaíra se apresenta em Apucarana e Arapongas recebem neste fim de semana | © Maringas Maciel

A companhia Balé Teatro Guaíra (BTG) chega à região Norte do Estado neste fim de semana para apresentações gratuitas em Apucarana e Arapongas, como parte da programação especial da 14ª edição da Mostra Paranaense de Dança. Para quem nunca acompanhou um espetáculo do grupo, esta é a chance de assistir a duas coreografias do repertório: “Piá”, de Alex Soares, e “V.I.C.A.”, de Liliane de Grammont.

Os bailarinos se apresentam no Cine Teatro Fênix de Apucarana, sexta (26), e no Cine Teatro Mauá de Arapongas, domingo (28). As apresentações são abertas ao público em geral e com entrega antecipada de convites.

Em Apucarana, além da apresentação, o Balé Teatro Guaíra recebe alunos da rede municipal de ensino para um ensaio didático na tarde do dia 26, com a ideia de integrar os jovens estudantes no universo da dança, despertar o interesse e, futuramente, formar novas plateias. O ensaio, assim como o espetáculo da noite, será acessível em libras e audiodescrição.

ESPETÁCULOS – “V.I.C.A”, o acrônimo que dá título à peça do Balé Teatro Guaíra, significa Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade, características do mundo pós-moderno e exacerbadas com a pandemia da Covid-19. O espetáculo questiona o que se quer daqui para frente e propõe reflexão sobre a humanidade no tempo presente. Em meio a um mundo confuso, saído de uma pandemia, a coreógrafa Lili de Grammont e a companhia revelam que a arte pode ser uma estratégia de conexão.

“PIÁ” destaca um dos traços que mais define o brasileiro: a mestiçagem. Brasileiros podem ter qualquer aparência, podem pertencer a qualquer etnia e, com frequência, são confundidos com outras nacionalidades quando estão no Exterior. Piá, por definição, são os filhos de etnia indígena ou mestiços de brancos com índios, mas em Curitiba as pessoas chamam-se carinhosamente, umas às outras, de “piá”. De origem tupi-guarani, “piá” era a forma utilizada pelas mães indígenas para chamar seus filhos e filhas e significa “coração”. “Piá” de Alex Soares abre caminhos para a percepção de uma identidade mestiça carregada de afeto, no melhor sentido do tão sonhado Brasil, que se une e se define a partir das diferenças.

Serviço

Espetáculo do Balé Teatro Guaíra com as coreografias “V.I.C.A. / Piá”
Apucarana – 26 de maio – Cine Teatro Fênix (Av. Curitiba, 1215), às 20h.
Evento gratuito: ingressos antecipados no dia e no local, a partir das 19h.
Acessível em libras e audiodescrição
Arapongas – 28 de maio – Cine Teatro Mauá (Rua Uirapuru, 55), às 18h.
Evento gratuito: ingressos antecipados na Biblioteca Municipal Machado de Assis (Rua Mutum, s/n), dos dias 22 a 26, das 8h às 18h, e no Cine Teatro Mauá, no dia 28, a partir das 17h.
Seletiva com grupos de dança locais
Apucarana – Cine Teatro Fênix, dia 27, às 20h; e dia 28, às 18h

Com AEN.