Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, que será comemorado no próximo dia 8 de março, a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina (CMTU) promoverá, no sábado (09), das 8 às 12 horas, um curso de pilotagem defensiva para motociclistas exclusivamente dedicado ao público feminino.

A atividade formativa será realizada no estacionamento da Prefeitura de Londrina, na avenida Duque de Caxias, e oferecerá um total de 20 vagas. Para garantir lugar na turma, as interessadas precisam acessar o site cmtu.londrina.pr.gov.br e, no menu “trânsito”, selecionar a opção educação no trânsito/curso de pilotagem para motociclistas, preenchendo o formulário disponível na página.

Os requisitos para participação são que a solicitante seja habilitada na categoria A com Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida, possua motocicleta e capacete próprios. Dividida entre os módulos teórico e prático, a capacitação tem o objetivo de complementar os ensinamentos repassados pelas autoescolas. Com conteúdos que abrangem o conhecimento sobre as funcionalidades da motocicleta, passando por equipamentos de proteção, noções de equilíbrio, reflexo, frenagem, prevenção de pontos cegos, entre outros tópicos, o curso visa contribuir com a segurança do grupo que é uma das principais vítimas da violência no trânsito.

O gerente de comunicação e agente municipal da CMTU, Carlos Eduardo Ribeiro, explica que a escolha por montar uma turma composta unicamente por mulheres se deu com o intuito de criar um ambiente mais convidativo e acolhedor para as motociclistas. “Devido a diferenças na socialização de pessoas do gênero masculino e feminino, que estimula muito mais que meninos se interessem por automóveis e motos, notamos que algumas se sentiram intimidadas na presença de homens em outras edições da formação. Por outro lado, percebemos que, na companhia de outras mulheres, era criado um clima solidário de apoio mútuo entre elas, o que facilita bastante o processo de aprendizado”, detalhou.

A capacitação é ofertada gratuitamente e, apesar de contar com número de vagas restrito, atende 100% dos interessados. Isso porque os que eventualmente ficam de fora em uma edição acabam ingressando na turma seguinte.

Com informações do N.Com.