Em Londrina, Biblioteca Infantil realiza dois encontros do projeto Quartas Criativas
Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira (10), a Biblioteca Especializada Infantil, localizada na Praça 1° de Maio, 110, Centro, realizará dois encontros do projeto Quartas Criativas. O primeiro encontro será às 9h30 e o segundo às 14h30. A atividade é composta por uma contação de histórias e uma oficina criativa para crianças de todas as idades. Não é necessário realizar inscrições prévias. As histórias contadas nos encontros serão fábulas de Monteiro Lobato. No dia 18 de abril, é comemorado o aniversário do escritor, além do Dia Nacional do Livro Infantil, que tem essa data em homenagem a Lobato. Em abril, as Quartas Criativas e outras ações das Bibliotecas Públicas, como o Toda Quinta Tem História, abordarão obras do escritor brasileiro.

A professora e pedagoga Renata Suzue, que atua na Diretoria de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), é a mediadora dos encontros e afirmou que as obras de Monteiro Lobato abrangem várias áreas do conhecimento. Para esta semana, Suzue escolheu quatro histórias do escritor. A fábula “A rã e o boi” conta a história de uma rã que tem inveja do tamanho dos outros animais e se estufa para alcançar o tamanho de um boi. “A formiga boa” é uma versão diferente de uma antiga fábula em que a cigarra passa seu tempo tocando música e não se prepara para o inverno. Nesta história, porém, a cigarra é acolhida pela formiga. Já “O jabuti e a peúva” narra a briga de uma árvore com um jabuti.

A peúva promete vingança e cai em cima do animal, fazendo com que ele não possa se mover. Por fim, “O velho, o menino e o burro” é uma adaptação de um conto popular e narra a viagem de um homem e seu filho que querem vender um burro e encontram pessoas no caminho que criticam a forma como eles viajam. A oficina criativa desta semana será um desafio de recontar a fábula “O velho, o menino e o burro” fazendo os personagens com massinha de modelar. Os materiais da atividade serão disponibilizados nos encontros, mas as crianças podem levar massinha se quiserem. Com informações do N.Com.