Em Londrina, programa municipal de residência médica está com inscrições abertas
Os inscritos serão classificados por meio de uma prova objetiva, agendada para o dia 29 de outubro. Foto: Emerson Dias/N.Com

A Secretaria de Saúde de Londrina informou que o Programa Municipal de Residência em Medicina de Família e Comunidade (MFC) está com inscrições abertas até a próxima quinta-feira (14). São ofertadas seis vagas, com uma bolsa-residência mensal no valor de R$ 4.106,09 para até 60h semanais de formação. A seleção faz parte da 4ª Edição do Exame Nacional de Residência (Enare), e as inscrições devem ser feitas com o preenchimento do formulário disponível no link https://enare.ebserh.gov.br/.

Os inscritos serão classificados por meio de uma prova objetiva, agendada para o dia 29 de outubro e que vai compor 90% da nota final. Até o dia 15 de setembro, os candidatos precisam efetuar o pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$310,00, e encaminhar os documentos que serão utilizados para a segunda etapa do processo seletivo, que compreende a análise curricular. Todos os detalhes podem ser conferidos diretamente no edital do Enare. Para ingressar no Programa Municipal de Residência em MFC, os candidatos devem ter graduação concluída em Medicina, ou estar cursando o último semestre, com a colação de grau prevista para, no máximo, a data de início da residência. As aulas devem começar no dia 1° de março de 2024.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, lembrou que a Residência em MFC de Londrina é uma das primeiras do país, com seus primeiros residentes ingressando em 2016. “Londrina sempre primou por esse tipo de atendimento, porque todos os estudos técnicos mostram que de 80% até 90% dos problemas de saúde de uma população podem ser resolvidos na atenção básica, nos postos de saúde. E quanto mais qualificado com médicos de Família nossa equipe estiver, mais vamos conseguir nos aproximar desse número. É um programa que começou pequeno, com uma residência que tinha duas vagas, e hoje já são 17 residentes que estão passando por todas as nossas unidades com um papel fundamental”, comentou. Com informações do N.Com.