Em Londrina, “Quartas Criativas” traz contação de história e oficina à Biblioteca Infantil
Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Cultura, por meio de sua Diretoria de Bibliotecas, promove nesta quarta-feira (12) mais dois encontros do projeto “Quartas Criativas”, ambos na Biblioteca Infantil, localizada na Praça 1º de Maio, 110, Centro. A primeira atividade será às 9h30, e a segunda irá ocorrer às 14h30. A história abordada da vez é a do livro “Amanhã”, de Lúcia Hiratsuka, contada pela pedagoga e professora Renata Suzue, que atua com projetos educativos nesse segmento. Depois, será realizada uma oficina criativa de origami para a confecção de elementos retratados na apresentação. Qualquer pessoa pode participar de forma gratuita, sem a necessidade de efetuar inscrição prévia. A iniciativa será desenvolvida, nessa edição, em parceria com o projeto “O Japão que Inspira”, assim como já ocorreu na etapa do projeto no final de maio.

Suzue adiantou que a obra da vez traz ensinamentos fascinantes sobre a vontade de busca pelo conhecimento, a partir de elementos do folclore japonês. “O livro fala sobre três meninas que, em diferentes momentos históricos, fazem a pergunta: ‘amanhã tem escola?’. Essas pessoas são filha, mãe e avó; uma menina de escola rural, sua mãe que enfrentou desafios maiores em tempos de guerra no Japão, e a avó, que teve ainda mais dificuldades quando criança, tendo, em vez de um professor, um monge educador que apontava um caminho assustador a percorrer. São formas de vivência distintas, retratadas para ressaltar a importância da educação e das escolas, mostrando como descobertas, palavras e experiências de aprendizado fazem a diferença na vida das pessoas”, disse a profissional que atua há alguns anos nas bibliotecas municipais de Londrina junto ao público infantil.

A professora falou que um dos pontos da história menciona a essência de uma cantiga popular japonesa sobre uma trilha estreita cuja ida era alegre, mas o retorno era repleto de situações desafiadoras e tensas. “As crianças no Japão iam sozinhas para a escola, em grupos de amigos, o que ainda é muito comum hoje. Então, são elementos da cultura japonesa apresentados de forma lúdica no livro, que traz uma narrativa linda, mostrando a admiração das crianças pela escola, a expectativa pelo primeiro dia de aula, bem como a valorização deste local pelas pessoas que passaram dificuldades naquele país. Reúne um misto de emoções, do amanhã de esperança e expectativas nessa trilha em busca do conhecimento”, detalhou Suzue.

Após a apresentação da história, a professora conduzirá a oficina criativa de origami, juntamente com a coordenadora do projeto Japão que Inspira, Klissia Tiba. Elas ensinarão origami de caixinhas e produção de bolsinhas simbolizando o bornal, sacolinha de pano utilizada para levar o lanchinho e materiais escolares na época da história contada. Do encontro que irá ocorrer no período da manhã, na Biblioteca Infantil, participará a comunidade de forma geral, entre crianças e adultos que costumam frequentar e lotar a casa, segundo contou Suzue. “Entre essas famílias presentes, muitas delas são descendentes de japoneses que residem em Londrina, algumas com gerações estabelecidas aqui ao longo das décadas”, informou. À tarde, além de a ação ser aberta novamente a todo o público interessado, também estarão presentes 26 alunos de uma turma agendada da Escola Municipal Maestro Honório Maestrelli, de Porecatu. O projeto Quartas Criativas está sempre aberto para unidades escolares que desejam enviar seus estudantes à Biblioteca Infantil. Com informações do N.Com.