A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP), iniciou a construção de uma área pavimentada no Tiro de Guerra (TG) da cidade. Situada no espaço onde fica um campo de futebol, a estrutura abrigará o novo pátio de formatura da unidade.

Executada pelas equipes próprias da SMOP, a intervenção é a primeira etapa de uma série de obras. Essas ações adaptarão o Tiro de Guerra para que a unidade possa continuar suas atividades, mesmo com a cessão de parte do terreno onde está localizada para as obras de expansão do Aeroporto de Londrina.

A previsão é que a construção do pátio seja concluída já na primeira semana de março, para recepcionar os atiradores que farão seu serviço militar em 2024. Entre outros usos, o espaço será destinado a atividades de instrução militar e solenidades. No momento, as equipes do Município efetuam a remoção do gramado e preparação do solo para a implantação da nova área. A reforma faz parte de um projeto mais abrangente, que está sendo elaborado, de forma voluntária, por rotarianos da cidade, sob orientação da arquiteta Taliana Cabrera, integrante do Rotary Clube Londrina – Higienópolis.

Posteriormente, a Prefeitura conduzirá licitações voltadas à contratação das empresas que ficarão responsáveis pelas etapas subsequentes da revitalização. O instrutor-chefe do Tiro de Guerra de Londrina, subtenente André Marinho Ferreira, frisou que a colaboração da Prefeitura é essencial para a manutenção das atividades da unidade. “O Tiro de Guerra de Londrina funciona através de uma parceria entre a Prefeitura e a 5ª Região Militar do Exército Brasileiro.

Enquanto o Exército é responsável por fornecer os instrutores, fardamento, armamento e munição, o Município é o proprietário do terreno, mantém a infraestrutura física da unidade e fornece materiais de escritório de uso cotidiano.

Por isso, a atuação da administração municipal é fundamental para viabilizar as atividades do Tiro de Guerra em Londrina”, salientou. O projeto manterá dois barracões existentes no local, sendo um deles utilizado para atividades administrativas e o outro para procedimentos de instrução militar e armazenamento de equipamentos. Além disso, entre as intervenções previstas, está a demolição de duas residências de instrutores, localizadas próximo ao estacionamento da unidade.

Uma nova casa será construída em outro ponto do terreno, mais distante da área por onde passará a nova cerca do Aeroporto. Outra alteração significativa será a mudança do portão de entrada do Tiro de Guerra, que atualmente fica na Avenida Salgado Filho, e será transferido para a Rua Lázaro Zamenhof.

Já o atual estacionamento da unidade também será readequado e colocado em outro ponto. Com informações do N.Com.