Em quatro anos, casos de vazamento de nudes aumentam 60% no Paraná
O delegado José Barreto: "É um crime horrendo, viola a intimidade de alguém" | © Franklin de Freitas

Os famosos vazamentos de nudes, que nada mais são do que a divulgação de cenas de sexo, nudez ou pornografia sem o consentimento da vítima, estão em alta. Desde a tipificação da conduta como crime, em 2018, o número de boletins de ocorrência registrados pela Polícia Civil do Paraná dando conta desse tipo de crime aumentou em 60%, passando de 171 registros em 2019 para 273 no ano passado. Os dados mostram, ainda, que homens adultos são as principais vítimas desses crimes.

Carreta carregada de óleo vegetal tomba e interdita trecho da BR-376 em Marialva, diz PRF

O levantamento feito pela Secretaria da Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR) mostra que entre 2019 e 2022 um total de 859 boletins de ocorrência denunciando vazamentos de nudes foram registrados no estado. Deste total, 337 situações foram com mulheres adultas, 82 registros com adolescente e 19 com crianças.