Família pede indenização de R$1 milhão à prefeitura pela morte de jovem na UPA em Londrina
De acordo com o advogado, os dois profissionais não levaram em consideração o histórico médico do paciente | Foto: Ilustrativa

A família do jovem que morreu durante atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim do Sol em outubro de 2023, pede indenização de R$ 1 milhão à prefeitura de Londrina. Na acusação também estão os dois médicos que atenderam Nycolas Dias, de 22 anos. De acordo com o advogado, os dois profissionais não levaram em consideração o histórico médico do paciente que já tinha sido atendido meses antes na mesma unidade.

O rapaz teve problemas respiratórios um dia antes de morrer e procurou a UPA. Segundo familiares, ele recebeu alta e foi para casa no mesmo dia. No dia 23 de outubro, ele voltou a ter dificuldades respiratórias e retornou para a UPA, onde não resistiu e morreu. A defesa pede ainda uma pensão para a mãe de Nycolas.