Gaúchos convivem com animais mortos, esgoto exposto e mau cheiro impregnado nas ruas
Foto: Ricardo Stuckert / PR/ Agencia Brasil

Após a destruição de casas e comércios pela cheia do Guaíba, moradores de Porto Alegre convivem com as consequências da água, que atingiu o maior nível já registrado desde 1941. Agora são vistos animais mortos e há esgoto exposto. O mau cheiro está impregnado nas ruas dos bairros Menino Deus, Cidade Baixa e Centro Histórico.

O diretor-geral do Departamento Municipal de Limpeza Urbana, Carlos Hundertmarker, disse que este é “o maior desafio da história” do departamento e que foi montado um plano de limpeza nesta semana para mapear os estragos causados pela água. Ele frisa: “É um trabalho que não conseguimos ainda nem mensurar quantas mil toneladas de resíduos vamos retirar”, revelou. Com informações do G1.