Greve de professores termina em 4 universidades estaduais
Greve de professores termina em 4 universidades estaduais; Na foto, Universidade Estadual de Maringá (UEM), no norte do Paraná | © UEM

Professores de quatro das sete universidades estaduais do Paraná decidiram suspender a greve iniciada há um mês. A decisão foi tomada após assembleias que aconteceram nesta semana. A greve foi interrompida na Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), em Cascavel; Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), em Guarapuava.

No entanto, a mobilização continua por tempo indeterminado entre professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL), da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), de Jacarezinho e Universidade Estadual do Paraná (Unespar), de Paranavaí.

Os professores contestam a proposta de reajuste nos salários de 5,79% apresentada pelo Governo do Estado e dizem que estão com perdas acumuladas de 42%.