Hospital Zona Norte de Londrina zera fila de cirurgias de pacientes com hanseníase
Foto: SESA-PR

O Hospital Zona Norte de Londrina zerou a fila de espera de pessoas com sequelas causadas pela hanseníase, que aguardavam atendimento. Desta forma, o hospital poderá receber, a partir de agora, pacientes de outras localidades do Paraná para a cirurgia reparadora, contribuindo para o andamento das cirurgias eletivas.

Desde o início do ano foram 30 cirurgias nessa especialidade. O trabalho foi realizado em etapas. Primeiramente, foram atendidos os pacientes da 17ª Regional de Londrina, composta por 21 municípios. Depois de zerar a fila das cirurgias nesses pacientes, os atendimentos foram direcionados às pessoas de outras localidades da macrorregião Norte, aos 97 municípios abrangentes.

A hanseníase é uma doença infecciosa crônica, que afeta principalmente a pele, os olhos, o nariz e os nervos periféricos, transmitida pela bactéria conhecida como bacilo de Hansen. No Paraná, foram registrados, no último ano, 415 novos casos.