Jovem, suspeito de matar dois jovens a facadas em Londrina, é transferido para Complexo Médico Penal em Pinhais
O homem foi preso em flagrante e, na oportunidade, foram apreendidos uma faca e um canivete. Foto: Reprodução/Polícia Civil

Conforme informações da Polícia Civil, o jovem, de 23 anos, suspeito de matar dois jovens a facadas em Londrina, foi transferido para o Complexo Médico Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. A transferência ocorreu na quarta-feira (06). Na manhã de domingo (03), o suspeito invadiu uma residência no Jardim Jamaica, na zona oeste da cidade e matou Júlia Beatriz Garbossi Silva, de 23 anos, e Daniel Takashi, de 22 anos.

Uma terceira vítima, que não teve o nome divulgado, também foi esfaqueada, no entanto, sobreviveu e, em depoimento à Polícia Civil, informou que era perseguida pelo suspeito nas redes sociais. O homem passará por uma avaliação psicológica no Complexo Médico Penal. O rapaz trabalhou com a vítima que sobreviveu e demonstrou interesse em ter um relacionamento amoroso com ela. Porém, a garota informou que somente queria a amizade do jovem.

A vítima relatou ainda que durante o crime, o homem algemou a jovem e o convenceu levá-la ao hospital. Durante atendimento na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Jardim Sabará, a garota relatou aos médicos o caso e a Polícia Militar foi acionada. O homem foi preso em flagrante e, na oportunidade, foram apreendidos uma faca e um canivete. Com informações do G1 Paraná.