Juro do cartão de crédito sobe a 447,7% em abril, o maior desde março de 2011
Juro do cartão de crédito sobe a 447,7% em abril, o maior desde março de 2011 | © Imagem Ilustrativa

Mesmo após o fim do ciclo de alta da Selic, o juro médio total cobrado pelos bancos no rotativo do cartão de crédito subiu 14,4 pontos porcentuais de março para abril, informou ontem o Banco Central. A taxa passou de 433,3% para 447,7% ao ano, o maior patamar desde março de 2017 (quando alcançou 490,3%). O rotativo do cartão, juntamente com o cheque especial, é uma modalidade de crédito emergencial, muito acessada em momentos de dificuldades.

No caso do parcelado, ainda dentro de cartão de crédito, o juro passou de 193,2% para 200,7% ao ano, o maior valor da série disponibilizada pelo BC, iniciada em março de 2011. Considerando o juro total do cartão de crédito, que leva em conta operações do rotativo e do parcelado, a taxa passou de 102,4% para 104,8%.