Em uma reunião realizada no gabinete do prefeito Marcelo Belinati (PP), na tarde de sexta-feira (08), lideranças do Londrina Esporte Clube receberam empresários de segmentos variados da cidade para fazer uma apresentação sobre o plano de ação comercial e projetos para a temporada 2024. A proposta do encontro, que reuniu mais de 50 pessoas, foi demonstrar algumas das ações já em curso e outras que estão no escopo de planejamento dos gestores do Tubarão, visando mobilizar e atrair o setor empresarial, estimulando a captação de novos patrocínios e parcerias.

O prefeito Marcelo acompanhou a atividade, na qual estiveram presentes o CEO do LEC, Paulo Assis, o Head Comercial da agremiação, Robson Lima, e o executivo comercial Marcelo Risso, representantes da equipe gestora responsável por dirigir o clube no atual modelo de Sociedade Anônima do Futebol (SAF). O presidente do Londrina, Getúlio Castilho, e o vice, Felipe Prochet, participaram pelo Conselho Executivo do Tubarão, juntamente com profissionais de outros conselhos e diretorias do time alviceleste.

Na apresentação, foi dada ênfase ao projeto de fortalecimento da marca Londrina Esporte Clube, aos planos de marketing que começam a tomar corpo, às ações de mídia e publicidade, preparação de um plano de Sócio Torcedor inovador e agregador, bem como as intenções de uso do Estádio Vitorino Gonçalves Dias (VGD) e Estádio do Café, com ativações em diferentes frentes. De acordo com o prefeito Marcelo Belinati, o Londrina Esporte Clube é um dos maiores propagadores da cidade pelo Brasil e pelo mundo. “Em qualquer parte do país que você for, encontrará alguém que gosta de futebol e conhece o Tubarão. Essa camisa tem peso e uma história rica e bonita, simboliza a união entre os londrinenses, e é disso que estamos tratando hoje. A direção do trabalho se mostra boa, estamos acreditando no projeto.

A Prefeitura não pode colocar dinheiro no clube, é claro, mas vai colaborar com o que puder, seja com melhorias no Estádio do Café ou com ações que possam ajudar a viabilizar parcerias e outras atuações. Estamos trabalhando com a possibilidade de concessão de uso do Café para acompanhar esse momento de nova gestão em busca de crescimento”, comentou em entrevista ao N.Com. O Head Comercial do LEC, Robson Lima, disse que o clube vem buscando, nesse começo de era SAF, resgatar o valor do Londrina para os londrinenses e a todos que torcem e acompanham o clube. “Vestir essa camisa azul e branca é um orgulho imensurável. A confiança e apoio da torcida serão o grande combustível para galgarmos os degraus desejados, e a força do nosso empresariado vem nessa mesma esteira de união que estamos lutando para consolidar e elevar a marca do Tubarão.

Temos um dos focos na mobilização entre empresas, costurando parcerias institucionais e contando com o apoio da Prefeitura para isso”, comentou. Lima adiantou que o clube lançará um novo plano de Sócio Torcedor em um formato jamais visto em outras gestões. “Atualmente, o Londrina tem uma base de cerca de 900 sócios, o que é muito pouco pela força e grandeza do time, e pelo tamanho de uma cidade com quase 600 mil habitantes. É hora de trazer o torcedor para perto. Temos um plano de, inicialmente, até o começo da Série C, já em abril, alcançar pelo menos 3 mil sócios cadastrados. Teremos um plano que revolucionará a questão do sócio e vai oferecer muitos atrativos aos torcedores, podem aguardar”, revelou. Outra intenção pontuada na reunião foi sobre o estádio VGD, que o grupo gestor do LEC citou que pretende utilizar como Centro de Treinamentos (CT), com planos ainda para 2024.

Já para 2025 o clube quer trabalhar na ativação de marca com ações de publicidade para comercializar propagandas em ambientes do estádio como a área de cobertura, placas e fundos back drop para coletivas de imprensa no local. Os representantes informaram que haverá oportunidades para diferentes valores e formas de patrocinar o clube, tanto no uniforme de jogo, em estampas de materiais de treino, ações de marketing em dias de jogos, promoções, entre tantas outras. Segundo o CEO do LEC, Paulo Assis, ao juntar um grupo expressivo de empresários londrinenses a intenção foi falar mais sobre o projeto Londrina/SAF, destacando ações de curto, médio e longo prazo, sobretudo enfatizando a importância do emblema do LEC, e de como a cidade começa a abraçar o projeto para que os objetivos sejam alcançados. “É claro que o objetivo maior, em 2024, é subir da série C para a B, os torcedores desejam, nós também, e o trabalho vem sendo construído com essa ideia. Há tantas outras questões essenciais sendo colocadas em prática e planejadas. Uma delas, feita hoje aqui, é apresentar nosso projeto aos empresários e abrir caminhos para fecharmos novas parcerias.

O prefeito abriu as portas para nós e se colocou à disposição para colaborar, o diálogo está sendo muito bom. Espero que consigamos, nas próximas semanas, ter novidades sobre patrocínios para vermos a linda camisa do Tubarão estampando marcas de empresas que estão aqui hoje e outras”, disse. Para Assis, o principal primeiro resultado positivo gerado até agora é o clima de união que começa a ser sentido entre os torcedores e o clube na cidade. “Naturalmente, quando chegamos houve desconfiança, um novo projeto e momento para o LEC. Nos últimos jogos, grandes duelos no Paranaense, com vitórias diante do Maringá e Athlético-PR, vimos a volta do público para o Estádio do Café e um ambiente muito agradável e de força para apoiar o time. É o que queremos que ocorra permanentemente. Hoje aqui, da mesma maneira, ver essa sala cheia, com grande representatividade de empresas da cidade, foi uma grande felicidade para nós. Nos surpreendeu bastante e faz com que fiquemos mais motivados ainda para seguir em frente e no caminho certo”, acrescentou. Com informações do N.Com.