Londrinense acusado de matar esposa e filha no Japão cometeu crime por receio de divórcio
Anderson Barbosa foi preso preventivamente julho do ano passado e aguarda julgamento do processo em que é réu por duplo homicídio qualificado | Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

A polícia japonesa concluiu que o londrinense Anderson Barbosa matou a esposa e a filha por receio do divórcio e de perder o Certificado de Residência no Japão, um documento que autoriza a permanência dele no país. Anderson é acusado de assassinar a facadas Manami Aramaki, de 29 anos, e a filha Lily, de 3 anos. Elas foram encontradas mortas dentro do apartamento da família no dia 24 de agosto de 2022.

Em nota, a defesa dele afirmou que o relatório é “incompleto, sem tradução integral e oficial dos fatos, e não pode servir de base para apontar adequadamente a dinâmica dos fatos”. Anderson está preso preventivamente desde julho do ano passado e é réu por duplo homicídio qualificado. Por meio de um acordo de cooperação jurídica internacional, ele ficará preso no Brasil e será julgado pela Justiça Federal. As informações são do G1.