Mãe de suspeito de matar PM também foi ferida por disparo de armas de fogo
Em princípio foi divulgado que a sogra, de 49 anos, sofreu um mal súbito e morreu ao encontrar o filho e a namorada dele mortos | Foto: Reprodução Redes Sociais

A Polícia Militar confirmou nesta terça-feira (25) que a mãe do suspeito de matar a PM Marcella Christiane Rosa também foi ferida por arma de fogo. Em princípio foi divulgado que a sogra, de 49 anos, sofreu um mal súbito e morreu ao encontrar o filho e a namorada dele mortos. A mulher, que morava em Cândido de Abreu (PR) recebia visita do filho e da namorada neste final de semana. O crime foi registrado nesta segunda-feira (24).

A sogra da policial militar não aparentava ter ferimentos, mas durante a necropsia foi identificado um ferimento por arma de fogo. Conforme constatado nos exames, a policial, de 35 anos, foi atingida por três disparos no peito, braço e cabeça. No autor, foi localizado um tiro na cabeça, e na mãe dele foi encontrado um ferimento por arma de fogo nas costas. A Polícia Civil segue na investigação para revelar a dinâmica dos fatos.