Parceria entre Prefeitura e hospitais de Londrina deve acelerar fila de cirurgias eletivas
Foto: SESA

A Prefeitura de Londrina firmou acordo com o Hospital Universitário, Santa Casa e Hospital Evangélico para um mutirão em agosto, com o objetivo de adiantar a fila de cirurgias eletivas em Londrina, que tem atualmente 6 mil pacientes. O investimento total foi de R$ 11 milhões com o apoio de uma emenda parlamentar de R$ 5,5 milhões trazida pelo deputado Luiz Carlos Hauly.

Segundo o secretário de Saúde Felipe Machado, a fila ficou ainda mais longa durante a pandemia, quando o volume de procedimentos foi diminuído.  Apesar do investimento, o secretário explica que a fila não será zerada, mas pelo menos mil pessoas serão atendidas até o fim do ano. Além disso, o município terá a contratação de hospitais privados para as cirurgias.