Polícia Civil deflagra ação contra grupo ligado a fraudes em licitações no Paraná
Foto: PCPR

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) está nas ruas, desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (13), para cumprir 10 mandados de busca e apreensão contra um grupo criminoso ligado a fraudes em licitações. A ação está acontecendo nos municípios de Rio Branco do Sul e Itaperuçu, na Região Metropolitana de Curitiba. As investigações de alta complexidade apontaram que quatro empresas estariam agindo em conluio com uma servidora pública da Câmara Municipal de Itaperuçu, para coordenar um rodízio nos lotes vencidos em procedimentos licitatórios junto à Prefeitura do município.

De acordo com o delegado Gabriel Fontana, as empresas investigadas seriam representadas pela mesma servidora nos procedimentos licitatórios, de modo a fraudar o caráter competitivo dos certames. “Ainda, há suspeitas de que uma das empresas investigadas seja ‘laranja’ de um ex-Prefeito de Itaperuçu, que a teria favorecido em contratações emergenciais”, afirma Fontana. Estima-se que os valores dos contratos produtos de licitações supostamente fraudadas ultrapassem R$ 15 milhões.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de associação criminosa, crimes contra licitações e contratos administrativos, corrupção passiva, peculato e falsidade ideológica.