Polícia Civil deflagra megaoperação contra o tráfico de entorpecentes no litoral do Paraná
A operação teve início após um homicídio em Morretes ligado à guerra de facções, ocorrido em outubro de 2023. Foto: Reprodução/Polícia Civil do Paraná

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) está nas ruas, desde as primeiras horas desta quarta-feira (03), para cumprir 138 ordens judiciais contra uma organização criminosa ligada ao tráfico de drogas no litoral do estado. Mais de 300 policiais participam da ação, que visa cumprir 98 mandados de busca e apreensão, 38 mandados de prisão (31 preventivas e sete temporárias) e duas internações de adolescentes. As ações acontecem simultaneamente em Morretes, Curitiba, Pinhais, Almirante Tamandaré, São José dos Pinhais, Tijucas do Sul e Paranaguá, no Paraná, além do município de Mafra, em Santa Catarina.

As investigações, que duraram mais de oito meses, revelaram que o grupo está envolvido em homicídios, tráfico de drogas, roubos, furtos e também visavam a prática de sequestros. Além disso, buscavam ensinar jovens a praticar furtos e roubos. A Polícia Civil apurou que os integrantes possuíam uma estrutura definida e faziam ameaças de morte e agressões contra aqueles que repassavam informações às autoridades. A quebra de sigilo bancário de dois integrantes do grupo revelou uma movimentação financeira de aproximadamente R$ 500 mil.

A operação teve início após um homicídio em Morretes ligado à guerra de facções, ocorrido em outubro de 2023. As investigações apontaram que membros do grupo estavam envolvidos no crime e possuíam uma lista de futuras vítimas devido a disputas entre facções criminosas. Com informações da Polícia Civil do Paraná.