Polícia Civil prende homem por compartilhamento e armazenamento de conteúdo de exploração sexual infantojuvenil no Paraná
Foto: PCPR

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu preventivamente um homem, de 31 anos, por compartilhamento e armazenamento de material com conteúdo de exploração sexual infantojuvenil pela internet, na manhã desta terça-feira (21), em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. O indivíduo também foi autuado em flagrante por armazenar conteúdo pornográfico infantil. A ação faz parte da “Operação Bad Vibes”, ocorrida no âmbito nacional, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) com objetivo de cumprir mandados de prisão e busca e apreensão contra suspeitos de negociação e compartilhamento de pornografia infantil.

De acordo com o delegado da PCPR Thiago Soares, o homem já era alvo de investigações do Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber) da PCPR, quando o Ministério da Justiça compartilhou informações imprescindíveis para a continuidade das investigações e deflagração da operação. “O indivíduo identificado compartilhava e armazenava material de exploração sexual infantojuvenil através de aplicativos de mensagens e redes sociais. Ele já possui uma condenação pelo crime de estupro de vulnerável ocorrido em 2013, em Piraquara, sentenciado a 27 anos de prisão e cumprindo a pena em regime aberto”, explicou o delegado.

Durante a ação, os policiais civis ainda cumpriram um mandado de busca e apreenderam um dispositivo informático, que será encaminhado à perícia para análise. No momento da apreensão, foi constatado vasto conteúdo de abuso sexual infantojuvenil obtido pela internet, resultando na prisão em flagrante do suspeito. O homem foi encaminhado ao sistema penitenciário.

FASES – Esta é a terceira fase da “Operação Bad Vibes”. Em outubro de 2023, a PCPR prendeu sete pessoas suspeitas de compartilhamento de pornografia infantil, além de cumprir 14 mandados de busca e apreender 41 objetos tecnológicos em todo o Estado. As ordens judiciais foram cumpridas simultaneamente em Curitiba, São José dos Pinhais, Campo Mourão, Paranavaí, Colombo, Jaguariaíva e Maringá. Já em dezembro de 2023, foi desencadeada a segunda fase da operação, no estado de Minas Gerais, com o cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão e duas prisões em flagrante.

DENÚNCIAS- A Polícia Civil realiza ações constantes de combate a crimes contra criança e adolescente. A população pode auxiliar com informações que auxiliem no andamento das investigações. Denúncias podem ser repassadas de forma anônima pelos números 197, da Polícia Civil, ou 181 do Disque-Denúncia.