Polícia civil conclui inquérito e aponta que motorista não teve culpa em morte de idoso
O atropelamento aconteceu quando o idoso, de 79 anos, que havia acabado de desembarcar, atravessou na frente do veículo, foi atingido e depois arrastado | Foto: Reprodução

A polícia Civil concluiu o inquérito do atropelamento de Raimundo Francisco Alves na zona leste de Londrina no dia 01 de Fevereiro. De acordo com as investigações, o motorista do ônibus do transporte coletivo não teve culpa do acidente que ocorreu na Rua das Goiabeiras, no Jardim Interlagos.

O atropelamento aconteceu quando o idoso, de 79 anos, que havia acabado de desembarcar, atravessou na frente do veículo, foi atingido e depois arrastado. Para a Polícia Civil, a visão do condutor foi prejudicada pela altura da cabine do ônibus, a altura do idoso e a distância que o homem estava do veículo. O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público do Paraná com a sugestão de arquivamento.