Prefeitura de Londrina publica edital de chamamento de Projetos Independentes do Promic
O documento completo pode ser acessado na edição no 5.244 do Jornal Oficial do Município. Foto: Reprodução/Pixabay

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), publicou, na terça-feira (09), o edital de seleção de projetos 003/2024, do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic). Com um total de R$ 1,7 milhão em recursos, o procedimento visa selecionar Projetos Independentes que receberão bolsas de estudos e pesquisas para o exercício de 2025. O documento completo pode ser acessado na edição no 5.244 do Jornal Oficial do Município.

Os interessados poderão fazer suas inscrições a partir desta quarta-feira (10) até as 18 horas (de Brasília) do dia 9 de agosto de 2024, exclusivamente on-line, no sistema Londrina Cultura. O edital compreende 40 bolsas. Dentre elas, 26 são para a linha de Projetos Livres, que abrange produtos, espetáculos, mostras, publicações e saraus, entre outros formatos artísticos, em linguagens específicas ou em fusões criativas. No total, essa linha será contemplada com R$ 1 milhão.

Haverá 11 bolsas de R$ 50 mil cada, sendo oito para a concorrência geral, duas para proponentes afro-brasileiros e uma para proponente indígena. Além disso, 15 projetos serão contemplados com R$ 30 mil cada, sendo 11 bolsas para concorrência geral, três bolsas para proponentes afro-brasileiros e uma bolsa para proponente indígena. Por sua vez, a linha de Oficinas inclui 14 bolsas, às quais será destinado o montante total de R$ 700 mil. Os projetos selecionados vão compor a rede de oficinas ofertadas à população nas comunidades, possibilitando o acesso à cultura às pessoas.

Sete projetos receberão R$ 50 mil cada, sendo cinco bolsas para concorrência geral, uma bolsa para proponentes afro-brasileiros e uma bolsa para proponentes indígenas, de livre proposta. Também serão ofertadas sete bolsas de R$ 50 mil para projetos a serem executados em localidades específicas das regiões norte, sul, leste e oeste do município, das quais cinco bolsas serão voltadas à concorrência geral, uma para proponentes afro-brasileiros e uma para proponente indígena.

As propostas poderão ser concebidas nas seguintes áreas culturais: Artes de Rua; Artes Plásticas; Artes Gráficas; Artesanato; Cultura Integrada e Popular; Cinema; Circo; Dança; Música; Teatro; Fotografia; Literatura; Mídia; Patrimônio Cultural e Natural; Hip Hop; Infraestrutura Cultural; e Videografia. Os projetos serão analisados pela Comissão de Análise de Projetos Culturais (CAPC), que avaliará o seu alinhamento e adequação aos critérios constantes do edital. Com informações da assessoria de imprensa.