Promotor de Cornélio procópio nomeia parente como assessor e leva multa por nepotismo
Foto: SESP

O promotor de Justiça Erinton Cristiano Dalmaso, de Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro do Paraná, foi multado em R$ 52 mil por cometer nepotismo. Ele nomeou o concunhado – o cunhado da esposa dele – para um cargo de assessor no Ministério Público do Paraná (MP-PR). O caso foi apurado em inquérito civil aberto após denúncias recebidas pelo Gepatria do Ministério Público de Londrina.
Em depoimento, o promotor disse ter achado que “não teria problema” com a nomeação ao cargo comissionado. O promotor pagará a multa e não responderá a processo sobre o caso na esfera cível. O Ministério Público confirmou que o promotor continua na função. As informações são do G1.