Ampliação da pista do aeroporto de Arapongas chega a 90% de execução
Com recursos do estado, aeroporto municipal de Arapongas está com pista nova | © DER

A reforma da pista do Aeroporto Municipal Alberto Bertelli, de Arapongas, na região Norte, passou dos 90% de execução e deve ser entregue nas próximas semanas. A obra é resultado de convênio da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL) com a prefeitura municipal.

O investimento é de R$ 8,65 milhões, sendo R$ 5,65 milhões de aporte do Governo do Estado e R$ 3 milhões de contrapartida da prefeitura, que também é a responsável pela contratação e execução das obras. O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) faz a supervisão e fiscalização do convênio.

As obras começaram em junho do ano passado, com o objetivo de alargar a pista de pouso e decolagem de 22 metros para 30 metros e aumentar a extensão de 1.200 metros para 1.400 metros. Para isso foram previstos serviços de terraplenagem para ampliar a plataforma da pista, novo pavimento nos trechos ampliados, recapeamento asfáltico do pavimento já existente, implantação de dispositivos de drenagem, e, por último, será realizada nova sinalização horizontal.

Forças de segurança apreendem mais de 5 toneladas de drogas em pouco mais de 24 horas no Paraná

Arapongas já está incluída nas rotas aéreas do Paraná, e com a pista de pouso e decolagem alargada e mais extensa, além de completamente reformada, poderá receber aeronaves de maior porte, expandido a oferta de voos aos usuários”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex.

“Continuamos investindo e expandindo nossos modais rodoviário, ferroviário e aeroviário em todo o Paraná, com obras próprias, parcerias com a iniciativa privada, e convênios com as demais esferas do poder público, como é o caso desta obra em Arapongas, trazendo grandes benefícios para todos os paranaenses”, complementa.

O convênio entre SEIL e prefeitura de Arapongas foi firmado no ano passado, após a prefeitura apresentar o projeto executivo da obra, que foi analisado por técnicos da secretaria e do DER/PR.

Com informações da AEN.