Em Londrina, pais da rede municipal passam a receber informações sobre qualificação profissional na cidade
Foto: Emerson Dias/ arquivo NCom

As secretarias municipais de Educação (SME) e do Trabalho, Emprego e Renda (SMTER) lançam nesta semana um projeto de comunicação que vai potencializar a qualificação profissional na cidade. Por meio da rede de informações da SME, a comunidade escolar vai passar a receber as informações de cursos oferecidos pela SMTER. O projeto vai impactar as mais de 45 mil famílias que têm seus filhos matriculados na rede municipal. A SME tem um informativo semanal no qual conversa com as famílias e destaca as principais ações da Secretaria e, a partir desta sexta-feira (21), esse informativo vai trazer também as informações dos cursos oferecidos pela Prefeitura, por meio da Secretaria do Trabalho.

Em 2024, a SMTER investiu cerca de R$ 600 mil em aquisição de cursos do sistema S, junto ao Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e Industrial (Senai). São cursos que permitem aprender um ofício do zero ou se aperfeiçoar dentro da carreira. Além disso, parceiros também buscam a Secretaria do Trabalho para divulgar seus cursos e essas oportunidades passarão a integrar o informativo da Secretaria de Educação. O cronograma de execução das formações adquiridas pela Prefeitura contempla cursos em áreas como gastronomia, serviços, tecnologia, atendimento e estética e tem turmas começando todos os meses até o final do ano. A cada 15 dias, a SMTER enviará a SME os links para inscrição e as datas de início e final dos cursos para que sejam repassadas às famílias e os interessados possam se inscrever.

O secretário do Trabalho Emprego e Renda, Gustavo Santos, está entusiasmado com a novidade. “Nossa Secretaria de Educação tem ramificação por Londrina inteira e construiu uma rede de comunicação muito forte com as famílias. Nós fizemos um investimento significativo para qualificar as pessoas de Londrina e, às vezes, faltam candidatos para fazer esses cursos porque as pessoas não têm essa informação. Com esse projeto, conversaremos com a cidade inteira e tenho certeza de que não teremos mais nenhuma vaga em aberto na hora de executar as qualificações”, comentou Santos.

A secretária de Educação, Mariângela Bianchini, entende como uma parceria muito bem-vinda e de grande relevância para as famílias atendidas pela rede municipal de ensino. “As unidades escolares atuam em conjunto com as famílias sempre buscando o bem estar dos alunos e, com certeza, se houver a possibilidade de inserirmos a família ou algum membro dela, em cursos e no mercado de trabalho, será muito importante”, afirmou ela. Com informações do N.Com.