Polícia Federal deflagra Operação para combater desvio de recursos do SUS
O objetivo da ação é  desarticular uma organização criminosa envolvida na ocultação de bens após os desvios | Foto: Divugação / PF

A Polícia Federal do Paraná deflagrou, nesta quinta-feira (04), a segunda fase da Operação Moto-perpétuo  em Curitiba (PR) e de Bombinhas (SC). O objetivo da ação é  desarticular uma organização criminosa envolvida na ocultação de bens após desvio de recursos do SUS, identificados na Operação Fidúcia.  A investigação revelou que os indiciados  usavam laranjas para ocultar patrimônio ilícito, evitando bloqueios judiciais. Novos bens ocultados e novos participantes foram identificados, levando a medidas cautelares adicionais.

Cerca de 15 policiais federais, com apoio da Receita Federal, cumpriram três mandados de busca e apreensão e sequestraram seis imóveis avaliados em R$ 15 milhões. Os crimes investigados incluem lavagem de capitais, associação criminosa e organização criminosa, com penas de até 18 anos de prisão.

Com informações da Assessoria de Imprensa