Relíquias de 1º grau de Santa Teresinha estarão em Londrina nos dias 17, 18 e 19 de fevereiro
No dia 18 de fevereiro, a partir das 9h, as relíquias seguem em carreata para a Catedral de Londrina (Tv. Padre Eugênio Herter, 33). Após a missa das 10h30, presidida pelo arcebispo dom Geremias Steinmetz, ficarão expostas para visitação até a Missa das 18h, depois da qual retornam para o Monte Carmelo. Na segunda-feira, 19 de fevereiro, Santa Missa às 8h no Monte Carmelo e visitação às relíquias até as 14h30, quando a peregrinação segue em direção a Paranavaí | Imagem ilustrativa

Londrina receberá, nos dias 17, 18 e 19 de fevereiro, a peregrinação das relíquias de primeiro grau de Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face. Além de Londrina, o relicário que guarda um fêmur e ossos do pé da santa passará por 70 cidades brasileiras até 19 de outubro deste ano, percorrendo todo território nacional.

Esta é a quarta vez que a urna com as relíquias de primeiro grau de Santa Teresinha vem ao Brasil, e a primeira vez a Londrina. A peregrinação foi um pedido da Ordem do Carmelo Descalço no Brasil ao Carmelo de Lisieux, na França, em comemoração aos 150 anos de nascimento da santa e 100 anos de sua beatificação, celebrados em 2023; e em preparação para os 100 anos de sua canonização, em 2025.

As relíquias de um santo como as que virão a Londrina, sempre receberam particular veneração por parte da Igreja Católica, pois recordam a presença do santo, que está junto de Deus e, de junto dEle, intercede pelas pessoas.

O arcebispo dom Geremias Steinmetz explica que as relíquias dos santos são veneradas desde os primeiros anos do cristianismo. “Jesus pregou o Evangelho, subiu aos céus, enviou o Espírito e os discípulos saíram a pregar. Muitos deles foram martirizados e, muito cedo na história das comunidades cristãs, surgiu essa questão que queriam celebrar a Santa Missa nos locais onde um mártir foi exatamente martirizado.”

Existem três classificações para as relíquias: de primeiro grau, parte do corpo de um santo. Segundo grau, objetos pessoais de um santo. E terceiro grau, inclui pedaços de tecido que tocaram no corpo do santo ou no relicário onde uma porção do seu corpo está conservada.

Programação:

O relicário chega a Londrina no dia 17 de fevereiro. Nesse dia ficará exposto para visitação no Monte Carmelo (Rua Monte Carmelo, 150), a partir das 14h30. Às 19h será celebrada Santa Missa com a participação da Infância e Adolescência Missionária da arquidiocese.

No dia 18 de fevereiro, a partir das 9h, as relíquias seguem para a Catedral de Londrina (Tv. Padre Eugênio Herter, 33). Após a missa das 10h30, ficarão expostas para visitação até a missa das 18h, depois da qual retornam para o Monte Carmelo.

Na segunda, 19 de fevereiro, Santa Missa às 8h no Monte Carmelo e visitação às relíquias até as 14h30, quando a peregrinação segue em direção a Paranavaí. Com informações da Arquidiocese de Londrina.