Santuário da Vila Nova terá casamento comunitário com valores acessíveis
O casamento comunitário, incluindo a celebração, a música, a decoração, a foto digital e a documentação na Igreja tem o valor fixo de R$ 450 | Foto: Assessoria de Imprensa

O Santuário de Nossa Senhora Aparecida, na Vila Nova em Londrina (PR), está com inscrições abertas para o casamento comunitário, que será realizado  no dia 17 de agosto, a partir das 9h30. A celebração tem valores mais acessíveis para os noivos e inclui, além da documentação na Igreja, o grupo de música para a cerimônia, a decoração e foto digital feita registrada pela Pastoral da Comunicação (Pascom).

O casamento comunitário, incluindo a celebração, a música, a decoração, a foto digital e a documentação na Igreja tem o valor fixo de R$ 450. Para participar do casamento comunitário, o casal precisará participar da preparação para o matrimônio, que será realizada nos dias 26/07, das 19h30às 22h, 27/07, das 14h às 20h, e 28/07, das 8h às 12h. Para enviar a documentação do matrimônio, como documentos pessoais e comprovante de residência, é preciso conversar com a secretaria do Santuário, que irá orientar em qual paróquia deve ser dada a entrada no processo, normalmente a igreja mais próxima da residência dos noivos. O prazo para dar entrada nos documentos é o mesmo do início da preparação para o matrimônio: 26/07. Para maiories informações, falar com o Carlos, através dos telefones (43) 3329-1039 ou (43) 9.9992-3050 (WhatsApp).

“Ofertamos a possibilidade do casamento comunitário, como uma maneira de tornar esse processo mais acessível a casais que sonham em se casar na Igreja e, muitas vezes, não têm condições de realizar esse sonho. Então, além de tornar mais acessível os valores, incluímos alguns serviços ofertados pelas nossas pastorais do Santuário”, explica Renata Volpe, coordenadora da Pastoral Familiar. Renata Volpe explica ainda que, quem não for casado no civil deverá procurar o cartório para também dar entrada na documentação por lá. “Assim, faremos casamento religioso com efeito civil”, explica.

Com informações da Assessoria de Imprensa.