Quer saber o quanto caiu seu poder de compra?
© Imagem ilustrativa

Sua capacidade financeira de adquirir bens é chamada de PODER DE COMPRA. Quando a quantidade de produtos que você adquire hoje é inferior ao  passado, diz-se que você teve uma PERDA do poder de compra. O que significa que precisa ter mais dinheiro para comprar as mesmas coisas.

Agora me fala: Por acaso você tinha percebido isso? Aliás. Tinha alguma dúvida da real perda do poder de compra da população? Não né!

Conforme pesquisa efetuada que considerou o período de 2013 à 2023, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), índice que mede a inflação oficial do país, tivemos alta de quase 88% na inflação. Isso significa que os preços subiram em torno de 88% em uma década.

Mas e o salário médio do brasileiro subiu quanto? Quem arrisca um palpite? Vamos lá, quem dá mais? 10, 20, 30, 40%? Se seu palpite foi algum desses, sinto dizer que errou, e errou feio. Segundo pesquisa, o rendimento médio mensal do brasileiro em 2013 era de R$ 2909,00, e em novembro de 2023 estava R$ 3034,00. O que reflete um aumento de 4,3% apenas.

Para que fique mais claro essa discrepância de aumento de preços x aumento de salário, vou utilizar a cesta básica como exemplo, já que o IPCA mede uma porção de itens considerados não essenciais para o dia a dia da população.

Tenho certeza que com base na cesta básica você ficou otimista, correto? Pasme… ela mais que dobrou no mesmo intervalo: passou da casa dos R$ 330,00 para R$ 770,00.

Mais uma vez fica claro que quem mais sofre com a alta inflação são os mais pobres, as pessoas com renda familiar mais baixa.

Com a intenção de ajudar essa grande parte da população que mais sofre com a alta de preços, seguem 05 dicas para fazer seu dinheiro render mais nas idas ao supermercado:

  1. Faça uma lista de compras: Fundamental para comprar apenas o que precisa;
  2. Volte ao supermercado no maior intervalo possível de dias: Quanto menos for ao supermercado, menores as chances de gastar com o que não precisa;
  3. Cuidado com as promoções: Promoção é boa sim, mas é uma oportunidade do estabelecimento tentar vender outras coisas mais caras e que talvez você não esteja precisando;
  4. Compare preços: Poder haver grande diferença de preços entre os estabelecimentos. No fim do mês esses valores gastos a menos, podem sim fazer grande diferença nas suas compras;
  5. Fique no supermercado o mínimo de tempo possível: É viável estabelecer um tempo para fazer sua compra. Como menos tempo, aumentam suas chances de ser mais assertivo, correndo menos risco de gastar mais do que pode e precisa;

É como dizem por aí: O brasileiro faz mágica com dinheiro!

Dica da Jô: Fazer uma renda extra para aumentar seus ganhos é uma excelente opção para driblar essa perda no poder de compra.

 

Desejo a você caro leitor uma excelente semana e que seu poder de compra se multiplique!

Joenice Diniz

Consultora Financeira

@joenicediniz