Estão abertas inscrições da 1ª Olimpíada Nacional de Inovação, Ciência e Tecnologia no Paraná
Ao término da competição, todos os alunos participantes receberão um certificado de participação. Foto: Reprodução/Pixabay

Estão abertas as inscrições para a 1ª Olimpíada Nacional de Inovação, Ciência e Tecnologia (Obitic), competição de conhecimentos específicos na área para jovens e adultos de todo o Brasil. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas de forma online pelo site www.obict.com.br/ ou pelo aplicativo Olímpico, disponível para os sistemas iOS e Android. A competição é idealizada pela EduSpace, startup gaúcha especializada em desenvolver soluções digitais para governança e gestão de redes de ensino, em parceria com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). O objetivo é que a iniciativa ajude a despertar o interesse de jovens pelo universo da ciência e tecnologia e incentivar a busca por conhecimento na área, além de identificar novos talentos.

O Governo do Estado apoia a Obitic por meio da Secretaria da Inovação, Modernização e Transformação Digital (SEI). O secretário Alex Canziani afirma que esta é uma oportunidade para os jovens paranaenses ganharem reconhecimento nacional por seus projetos. “O Paraná é um celeiro quando falamos de jovens que trabalham com projetos de inovação e tecnologia. Prova disso é que recentemente tivemos uma equipe de garagem sendo vice-campeã mundial no campeonato de robótica da Lego, nos Estados Unidos”, afirma Canziani, citando a robótica Osíris, recebida pelo governador em exercício Darci Piana nesta semana.

A Obitic será realizada em quatro etapas, sendo duas online e duas presenciais. A primeira fase conta com recursos multimídias e acontecerá até o dia 7 de julho. De 12 a 18 de agosto, os candidatos classificados farão a segunda fase, que também será digital. A terceira fase está marcada para 21 de setembro e será presencial nos locais de aplicação a serem divulgados. A etapa final terá data e local divulgados posteriormente pela organização do evento. O professor e cocriador de diversas Olimpíadas do Conhecimento, Daniel Lavouras, explica que a ideia da competição é engajar e envolver os jovens, independentemente do nível de conhecimento. Para isso, a prova de primeira fase foi desenvolvida para ser acessível a todos os alunos, incorporando elementos visuais e permitindo a consulta em sites de pesquisa.

“A nossa principal meta é atingir aqueles alunos com baixa autoestima, que sentem que não podem ir mais longe. E para a Olimpíada ter esse poder de transformação no ambiente da escola e ser inspiradora, ela precisa ser legal e acessível”, completa. As inscrições são abertas para estudantes de escolas públicas e particulares de todo o Brasil e podem ser realizadas tanto pelos professores responsáveis das instituições de ensino, quanto de forma avulsa pelos alunos interessados. A competição é dividida em três categorias: Júnior, para alunos do 6º ao 9º do Ensino Fundamental; Sênior, para alunos do Ensino Médio e Técnico; e a categoria livre, aberta para adultos e familiares acompanharem e incentivarem os jovens.

Ao término da competição, todos os alunos participantes receberão um certificado de participação. Além disso, os vencedores serão premiados com medalhas e outros prêmios, que serão anunciados posteriormente. Todas as informações podem ser acompanhadas pelo site www.obict.com.br/ e também pelo Instagram www.instagram.com/ob_ict/. Com informações da AEN.