Governo do Paraná investe R$ 870 milhões em 100 km de novos contornos rodoviários
Foto: Alessandro Vieira/CC

Com a entrega do Contorno de Jandaia do Sul e a retomada das obras do Contorno de Palotina, oficializadas pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior semana passada, o Governo do Paraná acelera o andamento do cronograma de entregas de novas rodovias, desafogando o trânsito pesado de centros urbanos. Ao todo, o investimento vai superar R$ 870 milhões para mais de 100 quilômetros. Entre os concluídos, além de Jandaia do Sul, estão o de Francisco Beltrão, Pato Branco, Wenceslau Braz, Marechal Cândido Rondon, Peabiru, a duplicação do Contorno de Cascavel e os dois contornos ligados à pavimentação da Estrada Boiadeira, em Icaraíma e Santa Eliza, distrito de Umuarama.

O Contorno de Jandaia do Sul, no Vale do Ivaí, tem início logo após o limite com Cambira e segue pelo norte do município até o trevo rodoviário da BR-376 (acesso para Mandaguari) com a BR-369 (acesso para o distrito de São José). Ele recebeu investimento de R$ 179 milhões, fruto de um acordo judicial com a Viapar, e tem seis quilômetros de extensão. Outras entregas recentes foram em Wenceslau Braz, Francisco Beltrão e Marechal Cândido Rondon. O do Norte Pioneiro viabiliza a ligação entre a PR-092 e a PR-422, facilitando os acessos a Santana de Itararé e São José da Boa Vista, e também à divisa entre Paraná e São Paulo. Ele tem três quilômetros de extensão, foi inaugurado em agosto do ano passado, e recebeu R$ 12 milhões de investimento.

Também em agosto, Francisco Beltrão recebeu um novo trecho da PR-475, ou Contorno Noroeste José Richa, que resolve um gargalo logístico da cidade mais populosa do Sudoeste. O investimento, de mais de R$ 48 milhões simboliza o encerramento de uma espera de anos dos beltronenses para a retirada do trânsito pesado de dentro da cidade. São 5,6 quilômetros de extensão. O governador também inaugurou em maio deste ano o Contorno Oeste de Marechal Cândido Rondon, na região Oeste. O trecho de seis quilômetros é uma nova rodovia, batizada de PR-970, que permite uma ligação mais ágil e segura entre a PRC-467 e a BR-163. O Governo do Estado investiu R$ 38 milhões na obra, que era aguardada há dez anos pela população.

Em Pato Branco, o Contorno Noroeste (PR-916), inaugurado em 2021, liga a BR-158 à PR-493 tira o tráfego pesado do perímetro urbano da cidade, equacionando os problemas de circulação. São 5,28 quilômetros, num investimento de R$ 28 milhões. Em Peabiru, o investimento, dentro do acordo com a Viapar, foi de R$ 106 milhões. Foram construídos seis quilômetros de uma rodovia que liga a PR-317 ao norte da cidade com a PRC-158 ao sul. Uma das obras mais emblemáticas não é uma construção, mas uma duplicação. O governador Ratinho Junior inaugurou em novembro do ano passado a duplicação do Contorno Oeste de Cascavel, na região Oeste. O empreendimento, fruto de um investimento de R$ 123 milhões, é resultado de uma parceria entre o Governo do Estado, governo federal e a Itaipu Binacional.

A obra no contorno contemplou 14,28 quilômetros de construção de pistas paralelas ao antigo contorno e uma nova via de acesso de 4,79 quilômetros entre o contorno e o centro da cidade, por meio da Avenida Brasil e da Avenida das Torres, totalizando mais de 19 quilômetros de obras entregues. Ao todo, segundo o projeto, mais de 500 mil moradores de Cascavel serão beneficiados diariamente pela duplicação do trecho. Por fim foram construídos dois contornos na pavimentação da Estrada Boiadeira, concluída em 2023. Foram investidos mais de R$ 281 milhões na obra como um todo, também da parceria da Itaipu Binacional. O contorno de Icaraíma tem 10 quilômetros de extensão e o de Santa Eliza, 3,9 km.

EM OBRAS – Nesse momento estão em andamento as obras e projetos de outros contornos. Com o cronograma bem avançado, o Contorno Norte de Castro deve ser concluído nos próximos meses. Os condutores terão uma nova opção de ligação entre a PR-151 e a PR-090, retirando o tráfego de veículos pesados do perímetro urbano e facilitando o acesso às grandes indústrias locais. São 15,6 quilômetros de rodovia nova.

O Contorno de Palotina é um dos anúncios da semana. O governador assinou a ordem de serviço de retomada das obras, que serão executadas em parceria com a C.Vale. O investimento será de R$ 170 milhões para uma nova rodovia com extensão de 15 quilômetros. A obra vai dar mais segurança aos moradores da região, pois desviará o fluxo de caminhões do centro de Palotina e agilizará o transporte de cargas do Oeste. Além deles, os de Reserva (José Lacerda) e Imbaú foram incluídos em uma parceria do Estado com o BID para a pavimentação completa entre as duas cidades, que já está em andamento.

MAIS OBRAS PREVISTAS – O cronograma de novas obras rodoviárias ainda conta com contornos em Arapongas, Arapoti e Ventania. O primeiro também é fruto do acordo com a Viapar e tem previsão de R$ 140 milhões. Os últimos dois estão em projeto e serão incluídos na parceria com a Klabin. Além desses, os novos contratos de concessão em andamento também preveem novidades nessa área. O edital do Lote 1 prevê a duplicação do Contorno Norte de Curitiba, a PR-418, em uma extensão de 21,86 quilômetros, desde o trevo de acesso a Campo Largo, até a rotatória de acesso para Colombo (PR-417).

O Contorno Sul de Curitiba, do trevo de acesso para Campo Largo até o entroncamento com a BR-476 (acesso para Fazenda Rio Grande), em uma extensão de 14,6 km, vai receber duas faixas adicionais em ambos os sentidos da via, deixando a rodovia com quatro faixas de rolamento em cada sentido. E o Lote 2 contempla a duplicação do Contorno de Bandeirantes, em uma extensão de 8,06 km. O objetivo é agilizar o trânsito da região do Norte Pioneiro, que foi contemplado com a modernização de grandes rodovias no novo pacote de concessões. Com informações da AEN.